Cleansing Oil: Tudo Sobre o Produtinho Febre de Skincare

Como o aumento dos cuidados de skincare, veio também inúmeros novos produtos para fazerem parte da nossa rotina de limpeza facial. O Cleansing Oil é o produtinho sucesso do momento, porque promete substituir demaquilante, sabonete e hidratante de uma vez só! Demais, né?! 

Nós fomos lá na rotina de beleza das asiáticas, buscar novas técnicas para melhorar os nossos cuidados com a pele. Aqui no blog tem um post completo da Dani Imai (nossa correspondente especial no Japão), contando o passo a passo da rotina delas. Vale a pena ler tudinho! 

Por ser um demaquilante à base de óleo, o cleansing oil limpa a pele sem deixar aquela sensação de pele repuxando após a lavagem. E é indicado para todos os tipos de pele, até as oleosas, pois por remover a sujeira sem agredir ou alterar o pH, não promove o aumento sebáceo

O modo de uso é simples: é só colocar a quantidade deseja nas mãos e esfregar no rosto suavemente, retirando a maquiagem e qualquer sujeirinha. Olha o passo a passo bem explicadinho da @molindmann:

alguns tipos de cleasing oils: o que necessita do uso de um sabonete facial após ser retirado e o que não necessita da aplicação de nenhum produto após ser retirado. O que vem na versão óleo (quase líquido mesmo) e na versão pasta (manteiga). 

Já há versões brasileiras e outras importadas que estão disponíveis aqui no Brasil. Segue as opções: 

Óleo de Limpeza – Bioré

Cleansing Oil – Biossance

Extreme Cleanser – Catharine Hill

Cleansing Oil – Vizzela

Limpador Facial Gokujyun Oil Cleansing – Hada Labo

Cleansing Butter Camomile – The Body Shop

Lembrando que é sempre importante consultar o seu dermatologista para saber os cuidados específicos para a sua pele, hein! 

Já usaram um cleansing oil? Se não, ficaram com vontade de testar esse produtinho maravilhoso?! 

Fotos: @aimeesong @limese_connect @pinterest 

Conheça Tudo Sobre a Rotina de Limpeza de Pele das Asiáticas

Olá pessoal! Como vocês estão?

Quero começar este post com uma pergunta muito importante: você já separou aquele tempinho para cuidar da sua pele e de você mesma!?

No meu post passado contei para vocês um pouquinho sobre os mini kits de skincare do Japão. Eles funcionam como um bom guia para você que quer começar a se cuidar, mas ainda não sabe os primeiros passos!

Hoje quero começar a montar um passo a passo de skincare super completinho para vocês. Vamos arrasar e aproveitar ao máximo aquele tempinho que você separou para a sua skincare com várias dicas de j-beauty.

Vamos começar essa série falando sobre a etapa da limpeza? 

No passado era comum se acreditar que apenas água e sabão eram suficientes para limpar o rosto. Contudo, com a tecnologia e os investimentos em pesquisas e estudos na área da beleza, vemos que essa realidade mudou bastante.

O estilo de vida atual é muito diferente do que dos nossos antepassados. Há mais poluição nas cidades e todas essas impurezas afetam a nossa pele, pois é ela que protege o nosso corpo das agressões ambientais.

Nada mais justo, do que cuidar dela com todo o carinho, não é mesmo? Vamos conhecer nossa rotina de limpeza de j-beauty?

Você não precisa fazer sempre todos os passos de limpeza. Você pode alternar entre as possibilidades e conforme as necessidades da sua pele, ok?

Aqui no Japão é bem fácil de encontrar opções para essa etapa da rotina de skincare. Você acha esses produtinhos em konbinis ou em grandes lojas de departamento.

  • DEMAQUILANTE

Ainda é muito comum que algumas pessoas iniciem a sua rotina de limpeza pelo demaquilante. Os tipos de produtos dessa categoria por aqui são inúmeros.

Demaquilante bifásico da Shiseido. Essa versão é muito comum em farmácias

Por aqui vejo que os demaquilantes líquidos e bifásicos não são tão comuns, mas algumas marcas ainda disponibilizam.

No Japão os lenços umedecidos são super difundidos. E confesso que não vejo uma fórmula parecida com os que são produzidos aqui na Ásia.

Os lenços umedecidos da Bifesta possuem diversas essências e as cores dos pacotes são para diferenciar a proposta de cada um. A versão azul ilumina a pele; a rosa é hidratante; a lilás proporciona elasticidade e a dourada é focada em peles oleosas
Lenços umedecidos da Lachesca

Os lenços umedecidos daqui são muito mais macios e cheios de solução de limpeza. Muitos deles possuem ingredientes hidratantes, clareadores, refrescantes para vocês terem uma ideia.

  • CLEANSERS

Cleansers foram desenvolvidos para retirar toda a maquiagem, até mesmo aquelas à prova d’água. Eles removem até resíduos de protetor solar.

No mercado asiático há cleansers em gel, leite e a base de óleo. 

Cleansing oil da Bioré
A Curél possui a versão em óleo e em gel
Cleansing oil da Lachesca
Milk cleansing da Lachesca

O cleansing oil, que é um demaquilante à base de óleo, é o meu tipo preferido. Não só ele retira a maquiagem, como já faz uma limpeza tão eficaz, que você vê a pele mais saudável, com menos cravinhos e poros menos dilatados.

Vocês já devem ter ouvido falar sobre “double cleansing”, né? Essa técnica consiste em fazer uma dupla limpeza no rosto.

Cleansing oil da Softymo com diferentes propostas, dentre elas remoção de maquiagem, e a inibição da produção de melanina
Diferentes tipos de cleansers da Softymo
Cleansing oil da Senka by Shiseido
Cleansing Oil da DHC

Primeiro você massageia e emulsiona o cleansing oil no rosto. Enxágue com bastante água e retire qualquer resíduo oleoso/impureza com um sabonete facial.

  • SABONETES

É possível encontrar sabonetes de vários tipos e diferentes texturas. Por aqui vemos aqueles com texturas cremosas, em espuma, em gel… Basta escolher o tipo que mais lhe agrada e se deliciar em como eles se comportam na pele. 

Por exemplo, amo usar os cremosos, pois eu gosto da sensação que eles me proporcionam.

Sabonetes faciais da Senka
Sabonete facial focado em controle de ansiedade da Bioré
Sabonete facial da Bioré que promete uma leve esfoliação
Linha de sabonetes faciais para peles acneicas da Bioré. Toda essa linha de sabonetes possui uma versão com textura pastosa (que vem em bisnaga) e uma com embalagem em pump (que já sai em forma de espuma)
Sabonete facial em espuma da Hada Labo

Geralmente procuro escolher o combo sabonete para pele oleosa + sabonete com ingredientes hidratantes. Sinto que minha pele se adapta melhor com essa rotina. Essa combinação garante que a minha pele não apresente efeito rebote.

As japonesas gostam de uma espuma bem cremosa, para que o atrito das mãos contra a pele seja o mínimo possível.

Se você gosta de uma espuma bem fofa e gostosa, existem essas telinhas que ajudam a formar espuma naquele sabonete mais pastoso
Instruções: molhe a toalhinha, coloque o sabonete de sua preferência, faça movimentos da toalha entre suas mãos, por fim, retire da toalha a espuma que se formou e lave o rosto como de costume

Para vocês terem uma ideia, existem até utensílios que te ajudam a criar bastante espuma antes de aplicar no rosto. Geralmente, estes itens são encontrados em qualquer lojinha de 100 ienes (similar as nossas lojas de R$1,99) e também em lojas de departamentos.

Bom pessoal, viram como começar a cuidar da pele não é um nenhum bicho de sete cabeças?

Essas foram algumas dicas e opções para você iniciar já uma rotina de cuidados com a pele. Pois nada é tão bom do que sentir a pele limpinha e livre de impurezas deixadas pelos produtos de maquiagem e pelas agressões do meio ambiente.

Gostaram do primeiro episódio dessa série? Contem aqui nos comentários o que vocês já fazem no dia a dia e se algo se assemelha à rotina J-beauty!

Beijos e até a próxima

Grandes Nomes do Mundo da Beleza: Shu Uemura

Olá, meus amores! Como vocês estão?

Senti tanta falta de escrever novos capítulos do Grandes Nomes do Mundo da Beleza. Prometo que não vou deixar mais a série em um hiato tão longo.

E para matar as saudades, decidi escrever um perfil sobre o icônico maquiador Shu Uemura

Shu Uemura nasceu em 19 de julho de 1928, em Tokyo, Japão. Ele era o herdeiro de uma tradicional família de empresários e banqueiros.

Desde a adolescência, ele sonhava em se tornar um ator. Porém, ao final da Segunda Guerra Mundial, o jovem Uemura foi diagnosticado com tuberculose e ficou de cama por cinco anos.

A doença deixou o corpo de Uemura frágil. O jovem japonês passou o longo período de recuperação pensando em uma carreira artística que não exigisse uma compleição forte.

Logo após estar curado, Uemura se inscreveu em um curso de design de moda. Mas ele percebeu que sua verdadeira vocação estava nos pincéis de maquiagem.

Uemura então ingressou na Academia de Beleza de Tokyo. Ele era o único aluno homem em uma sala de 130 estudantes.

Em 1957, o filme A Rosa do Oriente começou a ser rodado no Japão. O maquiador da produção foi até a Academia de Beleza de Tokyo em busca de um assistente que falasse inglês e fosse homem. E assim a carreira internacional de Shu Uemura começava.

Após a realização de A Rosa do Oriente, o artista decidiu se mudar para os Estados Unidos, a fim de trabalhar nos filmes de Hollywood.

O primeiro grande trabalho na carreira de Uemura veio com o filme Minha Doce Gueixa. O maquiador chefe da produção ficou doente e precisou ser substituído peloassistente japonês.

E assim, Shu Uemura foi encarregado de transformar a atriz Shirley MacLaine em uma verdeira gueixa, com maquiagem e traços asiáticos.

Uemura utilizou próteses e outros acessórios especiais para criar os traços asiáticos em Shirley. A transformação da atriz ficou tão perfeita, que ele era constantemente aplaudido por todos da produção.

Com esse trabalho, Shu começou a maquiar celebridades como Marilyn Monroe, Lucille Ball, Edward G. Robinson e Frank Sinatra.

O artista japonês ficou encarregado de fazer as maquiagens de Sinatra no longa Os Bravos Morrem Lutando.

Sinatra ficou encantado com o trabalho de Uemura. O cantor presenteou o maquiador em seu aniversário com uma maleta de maquiagem. O item foi especialmente gravado com a frase “Shu, Shu Baby”.

A frase fazia referência a canção “Sho Sho Baby”, muito popular na época.

Essa maleta foi um dos presentes prediletos de Shu. Ele a guardou a maleta com carinho ao longo de sua vida.

Em meados dos anos 60, Shu Uemura decidiu voltar ao Japão para ensinar suas experiências aos futuros maquiadores. Naquele ano ele fundou o Instituto de Maquiagem Shu Uemura.

E em 1967, o artista japonês decidiu lançar sua própria marca de cosméticos, inicialmente chamada Japan Makeup Inc. Em 1983 o nome da empresa seria oficialmente mudado para Shu Uemura, como é até os dias de hoje.

O primeiro produto lançado por Shu Uemura foi um cleasing oil, produto que até hoje é um dos best sellers da marca.

Shu Uemura foi o responsável por popularizar o uso do cleansing oil em Hollywood. Atrizes como Elizabeth Taylor e Lucille Ball tornaram-se fãs das técnicas de skincare do artista.

O maquiador sempre foi um grande entusiasta da filosofia de skincare. Ele pregava que a saúde da pele é o aspecto mais importante de uma maquiagem.

Uemura não só trabalhou ativamente no desenvolvimento da indústria de cosméticos, além do treinamento de novos maquiadores, como aliou o mundo da beleza com o da moda.

A Shu Uemura foi a primeira marca a alinhar o lançamento de coleções de make com o mercado fashion. A empresa japonesa lançava suas linhas simultaneamente às semanas de moda internacionais.

No começo dos anos 2000, o icônico maquiador vendeu a marca para a L’oréal. Porém, ele continuou trabalhando na parte criativa da mesma até o seu falecimento, em 2007.

Segundo ele próprio, a venda da Shu Uemura para a L’oréal permitiu que a empresa tivesse alcance internacional.

Assim Shu conseguiu firmar parcerias com grandes celebridades como Madonna e Karl Lagerfeld, além de seus produtos se tornarem desejados por todos ao redor do globo.

Mesmo longe das telonas Uemura continuou influenciando o cinema de Hollywood. Os pincéis da marca foram usados para criar as maquiagens de Memórias de Uma Gueixa.

A aparição mais famosa da marca na sétima arte ocorreu durante o filme O Diabo Veste Prada. Miranda Priestly cita os curvex da marca. O item se tornou desejo absoluto após o lançamento do longa.

Shu Uemura faleceu em 2007, aos 79 anos de idade, devido a uma pneumonia.

O maquiador deixou um legado tanto na indústria asiática de cosméticos quanto no cinema hollywoodiano.

Uemura foi responsável por modernizar a profissão de maquiador no Japão, ao unir os conhecimentos ocidentais com as técnicas clássicas de maquiagem japonesa.

O icônico maquiador também foi muito influente na expansão e modernização dos produtos de skincare e maquiagem. Além disso, Uemura ajudou na crescimento e valorização dos cosméticos asiáticos no Ocidente.

Gostaram do capítulo de hoje? Desde o começo da série eu sonhava com o dia que contaria a história dele por aqui, sabiam?

Qual personalidade deve protagonizar o próximo capítulo? Deixem aqui as suas sugestões.