Conheça a Marca de Make Klasmē

Olá, meus amores! Como vocês estão? Espero que estejam bem!

Recentemente eu tive a oportunidade de conhecer todos os produtos da Klasmē, e decidi fazer um post bem caprichado mostrando tudo sobre a marca. Vamos entrar nessa tour juntos, meus amigos!

Para quem não conhece, a Klasmē é uma marca de make que surgiu recentemente no Brasil. Ela foi criada para o público latino-americano, mas todos os produtos são produzidos com tecnologia asiática.

Muitos já me perguntaram se a marca é coreana. Ela não é, porém ela carrega todo o DNA asiático: design clean, produtos mega práticos e tecnológicos.

Uma das coisas que mais gostei da Klasmē é que a marca realmente preza pela representatividade e inclusão. Só na linha de bases líquidas matte temos 12 tonalidades, sendo 6 delas para peles claras e outras 6 para peles escuras.

Essa base possui cobertura de média a alta cobertura, mas fica bem natural na pele. Ela tem uma embalagem em pump que ajuda a controlar a quantidade de produto que você irá usar.

Lembra que eu comentei que a Klasmē tem toda uma pegada oriental? Natural que uma marca assim traga produtos hypados da Ásia, como a base cushion.

A versão cushion da Klasmē possui fator de proteção FPS 50+ e tem acabamento matte. A embalagem já vem com um refil, viu? Torço para que a marca amplie a paleta de tonalidades.

Assim como a base, os corretivos da marca possuem uma paleta de cores bem inclusiva. São seis tonalidades que funcionam para peles claras e negras. O legal é que esse corretivo hidrata a pele durante o uso.

E sabe uma coisa que me impressionou nos produtos das Klasmē? Eles são bem pigmentados e entregam a cor com muita facilidade. Eu passei os dedos com delicadeza na paleta de iluminadores e consegui esse brilho todo.

Outro ponto que achei bem interessante sobre as paletas de iluminadores e contorno é que as cores são bem democráticas. Por exemplo, a paleta de contorno pode ser usada tanto por pessoas com peles claras, como por pessoas com peles mais escuras.

Os iluminadores também são bem versáteis, e conseguem se destacar tanto na pele clara quanto na negra.

E eles levam essa representatividade toda para produtos como blush e pó. As versões disponíveis de blush vão desde o rosinha que cai bem em uma pele clara, mas também o vinho para a pele negra.

Também percebi que a paleta de pós tem tonalidades bem democráticas. E lembrando: ambos os produtos são bem pigmentados. Mão leve, ok?

Não poderia faltar a área de skincare em uma marca com um quê asiático, né? A Klasmē tem toda uma linha de máscaras faciais de tecido, e os preços são amigos, com cada máscara custando cerca de R$ 20.

A Klasmē vende no Brasil a Mediheal, marca campeã de vendas no mundo em máscaras faciais. Dentre os kits disponíveis da Mediheal, há um em parceria com a banda k-pop BTS.

Eu gostei bastante das sombras da Klasmē. Elas são bem pigmentadas, amanteigadas e fáceis de esfumar. Há três paletas de sombras disponíveis: uma mais neutra, uma mais quente e outra com cores mais vibrantes.

E para os lábios temos 18 opções de batons líquidos. São cores bem clássicas e elegantes, viu? Tem desde o clarinho até o escurão.

O batom líquido entrega um acabamento matte aveludado. Nos lábios o batom demora um pouquinho para secar, mas depois fica aveludado.

E tem batom em bala, sim senhor! E a embalagem é tão diferentona, minha gente! Você aperta na parte superior e a bala desliza!

Os batons em bala são hidratantes e o acabamento é matte. São 11 cores disponíveis.

Acredito que muita gente conheça a Klasmē pela esponja. E eu já adianto: ela é tudo isso que falam mesmo! Está no top 3 melhores esponjas do mercado nacional.

A versão da marca é mega macia e não contém látex. Dá para usá-la tanto seca, quanto molhada.

Por fim, vamos falar sobre essa ring light para celular bem babadeira da marca. Na parte da frente ela tem todo o aparato para iluminar as fotos. Dá para controlar se você quer luz quente, fria ou mista. São três intensidades de luz.

E na parte de trás tem um espelho para você dar aquela última conferida e retocada no make. Achei essa ring light no nível das gringas, viu? Vale mega a pena

Os produtos da Klasmē podem ser encontrados na Época Cosméticos, Beleza na Web e no quiosque da marca no Shopping Pátio Paulista, SP.

Vocês gostaram dessa resenha sobre a Klasmē? Querem que eu fale sobre mais marcas indies por aqui? Espero que vocês tenham se divertido com o post.

O Cushion da Wet n Wild

Em minhas andanças pelo Walgreens em Orlando comprei o Cushion da Wet n Wild. Não li nenhuma resenha, mas fui totalmente atraída pela embalagem fofinha e posteriormente pelo CHEIRO MARAVILHOSOOOO, você cheira e se transporta pra uma praia tropical no ato. SÉRIO melhor cheiro da vida, compraria o perfume se tivesse hehe!

A fórmula da base líquida do MegaCushion dele é enriquecida por coco e possui SPF 15. É super hidratante, refrescante e deixa a pele com acabamento bem luminoso.

Comprei a cor Nude Beige mas ela me deixou bronzeada, se fosse comprar de novo iria no tom Cream Ivory – veja toda a tabela aqui. A cobertura é levinha, mas dá pra construir camadas:

Porém quanto mais camadas, mais molhado fica. Abaixo usei umas 2/3:

ANTES E DEPOIS

Cobriu bem até mas ficou bem molhadinha a pele, porém esse molhado depois de alguns minutos e fica só uma mega hidratação. Eu tenho pele normal pra seca então achei bem gostosinho, sabe? Mas quem tem pele oleosa deve ficar co aflição rsrsrs #sinceridades.

  • No Makeup Alley a nota é 4,2 de 5, o que é uma nota MUITO BOA, porém as gringas tem essa tendência a gostar de coisas mais hidratantes, enquanto que a brasileira quer coisa mais seca por conta do clima e pele oleosa. Aqui acho que a nota dele cairia pra uns 3… ACHO!

Eu paguei 9 dólares e com certeza compraria de novo, é bem gostosinho e o cheiro, aaaa o cheiro rsrs! MUITO BOM.

Vocês gostam de cushion? Estou com vários nacionais para testar! Indicações?

A base da Huda Beauty – resenha completa

Faz algum tempo que estou usando a famosa base da Huda Beauty #FauxFilter.

Consegui a minha nos EUA na dificuldade (e com ajuda da Sandra Pinatto), porque é uma base que esgota rápido. Mas acho que agora normalizou o estoque, na SEPHORA vi que tem praticamente todas as 30 cores disponíveis.

A minha cor é Shortbread, que corresponde a 1,5 da linha PPF. Acredito que a Panna Cotta também daria certo, correspondendo a minha 2,5 (mais escura e amareladinha).

Sobre base vou fazer dela por tópicos começando por:

1. EMBALAGEM: e embalagem é clean e funcional. De acrilico e com pump. Toda base de pump a gente não usa até o fim (como as bases de bisnaga), mas essa é a alternativa mais comum entre as bases ”ricas”, digamos assim, então achei ok! Sem nenhum problema, e sem nenhum super diferencial.

2. TEXTURA: a base é pesada, bem firme mesmo, quase uma pomada de tão intensa. E ela rende muitoooo, e nesse quesito me lembrou bastante a base PPF. Textura, firmeza e rendimento muito similares. Inclusive tem esse comparativo no meus stories FIXADOS em @brutavaresppf:

3. COBERTURA: cobre muitoooooooo, uma imagem fala mais que mil palavras:

ANTES E DEPOIS

4. ACUMULA? Ela marca linhas SIM, afinal ela é uma base pesada né gente! Não tem milagre, mas eu achei que marcou ok. Quando uso ela eu ESPALHO bem e selo nas regiões que tendem a acumular mais rápido, no caso o bigode chinês e na curvinha do queixo acumula, nessas regiões acumula na hora, mas nada que super me incomode.

5. TRANSFERE? Sobre transferir ela praticamente não transfere, e inclusive é resistente a água.

6. QUAL O ACABAMENTO? O acabamento é matte porém ela deixa um leve viço na pele, porém a sensação é de base seca. Ela fica mais sequinha que a base do PPF, e por conta dessa secagem achei que ela oxidou mais, é que nem batom líquido que quando seca escurece, sabe? A mesma premissa funciona em bases que secam: molhada é mais clara, seca mais escura.

Na imagem acima eu mostro ela molhada e seca, e podem ver que ela cobre tranquilo o lápis preto.

8. DURABILIDADE: dura em mim umas 6 horas bem e depois vai saindo e acumulando nas linhas, no final do dia ainda tenho base pra demaquilar e não acho que ela vai saindo estranha do rosto, ela só acumula um pouco e eu passo o dedinho pra arrumar hehe. O normal de base rebocão mesmo.

7. O QUE A GALERA TEM FALADO SOBRE ELA? No site da SEPHORA os reviews são NA MAIORIA maioria positivos:

A nota geral 3,7.

Temos 819 pessoas que votaram entre 4 e 5, considero que essa turma gostou bastante da base.
Temos 354 que deram nota 2 e 1, ou seja que não gostaram.
Temos 166 que votaram 3, que acharam a base ok apenas.

Em suma acho que é aquela base ame ou odeie no geral, porque no meio termo ficou a minoria. Típico de base de alta cobertura mesmo, que tende a se adaptar menos a pele que bases de cobertura média e leve.

Os comentários positivos exaltam que a base cobre tudo e deixa a pele bonita ainda,os negativos reclamam dela acumular e craquelas na linhas. No final das contas vai depender muito da aplicação, do gosto e da pele de cada um. MAS FATO É: base rebocão rsrs.

Esse post aqui explica que a base é Cruelty Free e Vegan, mas deixo acima dos ingredientes pra vocês conferirem.

  • Aqui você pode conferir a base no COSDNA, ela tem 4 ingredientes com nível 7, sendo 3 deles fragrância, e tá aí uma coisa que não gostei muito na base. CHEIRO DE PERFUME FORTE DEMAIS. O aroma até passa depois que você aplica, mas considerem que eu não sou sensível pra cheiro de make, pra quem é isso pode beirar o insuportável…Acho que ela poderia dispensar o perfume masss, isso é bem pessoal mesmo.

No geral gostei da base, não AMEI porque minha pele é mais seca então sinto ela um pouco desconfortável.

Vende no site da Huda e na SEPHORA por U$40. A fórmula não contém parabenos nem sulfatos, porém não encontrei nenhuma info sobre ativos especiais pra pele. É uma base que cumpre apenas o propósito do reboco mesmo.

VOCÊ COMPRARIA DE NOVO?
Sim e não. Sendo bem sincera e sem querer vender meu peixe, achei ela parecida mesmo com a minha, então acabo não vendo tanto diferencial em comprar a de 40 dólares se tenho a minha de graça (#aloka). A diferença maior é que a da Huda ao meu ver seca mais, e pode ser uma opção melhor de rebocão pra pele oleosa.

PPF X HUDA

PPF X HUDA

Lado a Lado a PPF 1,5 é mais amarelada/oliva. Também vejo a PPF grudando uns cabelinhos enquanto que a da Huda está mais sequinha. Porém olhem o meu bigode chinês, a da PPF tá mais no ”lugar” que a da Huda que parece mais seca. São detalhes, e no final da contas o que determina é gosto pessoal. Porque ambas são veganas e cruelty free, e não possuem nenhum SUPER ativo de tratamento.

Curtiram a resenha?