A Tendência das Máscaras Faciais de Tecido

Não é segredo nenhum que a brasileira ama importar os hábitos de beleza das asiáticas. Nos apaixonamos por BB Cream anos atrás, estamos aprendendo a seguir os passos da rotina diária das coreanas e até estamos olhando de forma mais crítica as fórmulas dos cosméticos.

E vocês já repararam que as máscaras faciais de tecido vieram com tudo em meio ao boom asiático? O que começou de forma simples por aqui, se tornou uma verdadeira febre, com marcas nacionais apostando na tendência. E esse tsunami de máscaras faciais vai muito além das selfies de Instagram.

Vesti meu chapéu de Sherlock Holmes e decidi investigar a fundo essa tendência. Venha, Watson!

As máscaras faciais de tecido (sheet mask, no inglês) começaram a despontar na Coreia do Sul como uma forma de tratamento express, eficiente e barato. Basta aplicar o tecido diretamente na pele, esperar alguns minutos e voilà! Temos uma pele renovada.

E as coreanas são apaixonadas por métodos eficazes e rápidos de cuidar da pele. Coisa que nós ocidentais também amamos. Afinal, não é sempre que temos tempo e nem dinheiro para um tratamento spa, né?

Essas máscaras faciais de tecido lembram muito um lenço umedecido. Elas são embebidas com ativos e fórmulas que hidratam, reparam e cuidam da pele. Algumas até entregam um efeito lifting, diminuem poros e combatem espinhas.

Elas são descartáveis e fáceis de usar. Basta abrir o pacotinho, aplicá-la diretamente na pele por uns 20 minutinhos.

Você pode usar sua máscara para uma ocasião especial em que você queira uma pele impecável. Mas se você quiser seguir os passos das coreanas, vale usar as máscaras duas vezes por semana.

As máscaras faciais de tecido não excluem toda a sua rotina de skincare, viu? Ela serve como um complemento bem babadeiro e que dá um boost nos seus cuidados com a pele.

Como essa febre pegou primeiro na gringa, por muito tempo só existiam opções de máscaras nas marcas importadas. Aqui no Brasil uma das empresas pioneiras em trazer máscaras assim foi a Sephora.

Contudo, a brasileira pegou gosto e o mercado nacional começou a investir em opções baratinhas. A Ricca é uma das empresas pioneiras em explorar esse mercado tão novo ao Brasil.

E eu acredito que essa moda vai pegar cada vez mais. Sinto que a brasileira está valorizando mais produtos de skincare. E o nosso namoro com as máscaras de tecido tem tudo pra virar casamento hehe.

O que vocês acham dessa tendência?testaram alguma máscara?