Grandes Nomes do Mundo do Mundo da Beleza: Max Factor

Olá meus amores, tudo bem com vocês?

Depois de iniciar a série Grandes Nomes do Mundo da Beleza com Estée Lauder, decidi trazer uma biografia completa sobre o império Max Factor. Quem é fã de cinema vai adorar essa história! Vem comigo ;)

Max Factor, ou Maksymilian Faktorowicz, nasceu na Polônia em 15 de setembro de 1872 e começou cedo a trabalhar com a indústria de beleza. Com a idade de nove anos ele já aprendia a criar perucas e começou a trabalhar na área cosmética. Com 14 anos ele já atuava como o criador de perucas e cosméticos para a família real russa, além de atender a nobreza a ópera imperial daquele país.

Apesar de criar uma reputação admirável na Rússia, Max decidiu partir com sua família para os EUA em 1904. O criador de cosméticos era judeu e sentia medo do antissemitismo crescente na Europa. Com apenas US$ 400 no bolso, ele decidiu levar a família para a América e tentar investir em seu sonho de produzir cosméticos.

Quando chegou aos EUA, ele decidiu usar o nome Max Factor. Sua primeira tentativa de trabalhar com cosméticos nos EUA foi durante a Exposição Universal de 1904, em Saint Louis. Seus primeiros produtos comercializados eram cremes e blushes. O sócio de Max na época decidiu roubar todo o estoque e lucros de vendas. Apesar desse baque, Max teve o apoio de sua família e continuou trabalhando para firmar seu nome na indústria de beleza.

Com o crescimento da indústria de cinema, Max se mudou com a família para Los Angeles, já pensando nas oportunidades que o mercado de cinema e teatro tinha a lhe oferecer.

Factor notou que a maquiagem aplicada no cinema e no teatro era muito pesada e as cores não se adequavam bem na pele dos atores e das atrizes. Ele estudou e desenvolveu uma base mais fina, em creme, que não craquelava e nem ficava com um aspecto pesado.

A partir dessa criação, Max se tornou queridinho de diversas atrizes de cinema, que imploravam para que o polonês as maquiasse. Nos primeiros anos de carreira nos EUA, ele mesmo maquiava as atrizes e atores.

Ele acumulou uma lista enorme de estrelas fiéis ao trabalho dele como Clara Bow, Bette Davis, Joan Crawford, Judy Garland…E foi o autor de diversos looks icônicos da sétima arte, como os lábios marcante de Clara Bow durante toda sua carreira.

Nos anos 20, os filhos do invetor decidiram levar todo o arsenal de cosméticos ao público geral. O slogan da empresa era que, “toda mulher pode ser uma estrela de cinema, basta usar os produtos Mac Factor”.

E Max não só desenvolvia cosméticos, como criava looks exclusivos para cada atriz que ele maquiava, desenvolvendo assim diversas tendências que revivemos até os dias de hoje. As atrizes eram tão fiéis ao talento de empresário, que elas mesmas serviam como modelos dos anúncios da marca Max Factor. O empresário pagava um cheque simbólico de US$ 1 como agradecimento.

Ele sempre desenvolvia seus makes pensando na harmonia das cores, se baseando nas tonalidades do cabelo, dos olhos e na cor da pele.

Por conta de toda essa influência na indústria, o polonês ganhou o Oscar de Melhor Maquiagem em 1929. Ele também possui uma estrela na calçada da fama.

E se não bastasse, ainda acumulou no seu currículo a invenção de diversos produtos que usamos até hoje como o gloss labial, esmalte (que depois se tornou líquido) e o pancake. Esse último item foi aprimorado e comercializado pelo seu fílho Frank Francis Factor.

Em 1920, Max decidiu chamar seus produtos de “make up” (maquiagem em inglês). Antigamente as pessoas apenas se referiam como cosméticos, e o termo era visto com maus olhos pela sociedade. Mas tudo isso mudou com mais essa contribuição de Factor no ramo da beleza.

Infelizmente em 1938, Max Factor faleceu. Durante uma viagem à Europa ele foi ameaçado de morte em troca de dinheiro. Esse ocorrido foi tão traumatizante que ele adoeceu e morreu rapidamente após o episódio. Seu filho Frank Factor mudou legalmente o nome para Max Factor Jr, e assumiu o controle do império que o pai criou.

Max Factor Jr continuou o legado do pai após sua morte. Com o desenvolvimento dos filmes em cores (a Technicolor), Factor Jr continuou aprimorando a fórmula pancake, produto usado largamente durante décadas no cinema para criar peles impecáveis. Ele deixava a pele matte e era mais transparente que os produtos antecessores.

O produto se tornou um enorme hit com o público, com a única desvantagem que não funcionava bem à noite, pois ele se comportava bem na pele com o uso de refletores de estúdio. Mas a partir dali, a empresa continuou estudando e criando cosméticos para o grande público.

Max Factor Jr pensava grande e quis expandir a empresa ainda mais. Ele se tornou presidente do império, investiu na criação de diversos produtos que usamos até hoje, como o batom longa duração (chamado de Tru Color), corretivo, maquiagem à prova de água e o rímel incolor. 

Todo o acervo dos tempos áureos da Max Factor pode ser encontrada no The Hollywood Museum, que fica no prédio do antigo museu e salão de beleza da empresa. A Cinthia do Makeup Atelier já criou um post todo detalhado sobre esse passeio incrível.

Uma curiosidade interessante sobre o império Max Factor são as engenhocas que tanto o pai quanto o filho criaram para testar as maquiagens. Max Factor desenvolveu a Calibration Machine, aparelho que media detalhadamente o rosto, e permitia que o inventor pudesse saber minuciosamente como realçar cada beleza. Pode confessar: parece uma máquina de tortura medieval.

Outra invenção é a máquina com uma boquinha, que tinha função de testar o tempo de duração dos batons nos lábios. 

A empresa foi comprada pelo grupo P&G em 1991 e hoje faz parte do grupo Coty, Inc. A marca é vendida até hoje no Reino Unido e na Rússia, países em que ela sempre foi popular.

Os bisnetos de Max Factor Sr, Dean e Davis Factor, fundaram a Smashbox, empresa focada em produtos de make para fotografia.

No Brasil já foi lançado o livro Max Factor – o Homem Que Mudou As Faces do Mundo, biografia completa sobre esse império icônico. Encontrei a obra à venda na Saraiva por R$ 34,90.

Max Factor serve como exemplo de uma pessoa que conseguiu criar um império sozinho, revolucionou a indústria da beleza e cinema, além de criar tendências de beleza que desejamos até hoje. Se não bastasse, ele foi um criador incansável de produtos que visavam realçar a beleza de cada mulher.

Gostaram da história de Max Factor? Continuem sugerindo nomes para os próximos capítulos dessa série! Obrigada por TANTO apoio que vocês deram no primeiro post, fiquei muito emocionada com o carinho <3