Dicas de Make com a Drag Queen Aretuza Lovi

Olá, meus amores! Tudo bem com vocês?

Hoje trago um post todo especial para vocês. Neste mês a drag queen Aretuza Lovi ministrou uma masterclass em parceria com a NARS. Ao lado dos maquiadores Rafaella Crepaldi e Raffa Souzza, ela dividiu diversas dicas de beleza, truques e tendências.

Eu separei as dicas mais interessantes que a Aretuza deu durante a masterclass, e realizei uma entrevista exclusiva. Toda a maquiagem desse post foi feito com produtos NARS.

PELE

  • Aretuza sempre usa um batom em bala vermelho por toda a região da barba, para camuflar os pontinhos de pelos nascendo. Ela esfuma todo esse vermelhão, para que não fique nada marcado. Feito isso, ela aplica uma base de alta cobertura para deixar a pele perfeita.
  • Apesar de toda a cobertura, a Aretuza ensina a sempre dar batidinhas com uma esponja, para que a maquiagem fique natural.

  • Na hora de aplicar o pó translúcido, a Aretuza sempre pega uma pequena quantidade e já esfuma. Segundo ela, esse tipo de pó é muito fininho e adere fácil na pele. Se você não esfumar rápido, ele vai marcar as linhas de expressão.
  • Para criar o contorno perfeito, a drag usa contorno em stick + versão em pó. 

OLHOS

  • A drag gosta bastante de uma maquiagem bem esfumada e com pontos iluminados. Ela mescla tons vibrantes com outros mais clássicos. 
  • A Aretuza explicou que adora usar lápis bege na linha d’água para abrir o olhar e deixar a aparência mais descansada

  • Outro truque da drag é sempre iluminar o cantinho interno. Segundo ela, essa dica faz toda a diferença na maquiagem olho.

BOCA

  • A dica de Aretuza para criar o bocão perfeito é usar um lápis labial + batom da sua preferência. Ela explicou durante a Masterclass que sempre utiliza essa combinação na hora dos shows e clipes. E segundo ela, o lápis não precisa ser necessariamente da cor do batom. O importante mesmo é aplicá-lo para fazer o bocão durar muito.

Pausa Para Feminices: Como você aprendeu a se maquiar?

Aretuza: Eu já trabalhei em uma loja de maquiagem, onde eu ministrava muitos cursos de automaquiagem. Porque eu fui instruído por aquela empresa a ensinar isso.

Mas quando eu comecei a ser drag, eu não sabia me maquiar como sei hoje. Quando eu fui conhecendo o meu rosto e testando produtos, eu fui aprendendo.

O negócio é você treinar, sabe? Em todas as vezes que você for se maquiar, experimente alguma coisa diferente. Errou? Limpa! Até hoje eu erro. Quantas vezes eu invento algo e acabo errando? Poxa, e eu erro o olho todinho! O outro está perfeito, mas eu tenho que tirar e fico com raiva.

Mas isso é tudo aprendizado, porque da próxima vez eu vou acertar. Não existe uma técnica regrada que você tem que seguir.

Tem dias que eu não quero começar pela pele, talvez porque vou fazer um olho com glitter, algo muito escuro, e não quero sujar minha pele. Quando é assim, começo pelo olho e depois faço minha pele. Ou vice e versa.

Não existem passos ou tendências. Você tem que fazer o que você quiser.

PPF: Quais são seus itens prediletos de maquiagem?

A: Meus itens prediletos são os de pele. Eu valorizo muito a pele porque eu sou um menino que preciso me transformar em menina e tudo precisa parecer perfeito. Prezo muito pelo corretivo, base, pó e contorno. São itens que não podem faltar. E quando está para acabar eu já entro em desespero.

PPF: Quais são seus cinco itens indispensáveis da vida?

A: Base, pó, corretivo, um blush mais bronzeado e um pó mais escuro para contorno. Pele total. Meu foco sempre é a pele. Para mim, 90% de uma boa maquiagem é uma pele perfeita. Você pode estar sem nada nos olhos, mas uma pele bem feita já garante tudo.

PPF: Quais dicas você dá para que a pele não fique irritada após ser barbeada?

A: Eu me barbeio usando a gilete em dois sentidos. Primeiro no sentido normal, e depois ao contrário para cortar realmente o pelo. O homem tem o hormônio à flor da pele, eu mesmo tenho muito hormônio masculino.

Se eu fizer a barba de manhã, de noite ela já está apontando. No outro dia a minha barba já estará grande e escura.

Caso você tenha tempo de se preparar, é sempre bom por gelo na pele, para fechar os poros. Você pode até fazer isso após o banho, para deixar os poros bem fechadinhos.

Eu uso um pós-barba para deixar minha pele menos irritada. Daí eu venho com um batom vermelho, de preferência em bala, depois venho com um pó translúcido, um belo corretivo e uma bela base.

Parece assustador, parece que tem muito produto, mas dá certo. E para tirar eu uso um bom demaquilante.

Antigamente eu tirava com shampoo, no banho mesmo. E isso é ruim, porque você vai tirar essa maquiagem quando seus poros estão mais abertos e a sujeira vai entrar. Quando você sair do box, a pele começa a normalizar e você absorveu tudo aquilo.

O certo é você tirar antes do banho, lavar e aí dá tudo certo.

PPF: Você tem uma rotina regrada de skincare?

A: Antigamente eu tinha resistência a comprar produtos para cuidar da pele. Eu sempre tirava tudo com shampoo de bebê, no banho. Eu tirava com o que tivesse. Até bucha vegetal eu passava para tirar. E isso irritava a minha pele, porque eu já tinha o hábito de me barbear.

Recentemente eu viajei para o exterior e entrei em uma loja de cosméticos, e parecia que eu estava em um parque de diversões. Eu saí comprando cosméticos sem saber nem para que servia. E é tudo muito barato lá, né?

Depois que eu voltei para cá, peguei o hábito de usar. Porque já que gastei o dinheiro, agora tem que usar, né? E eu estou sentindo a diferença total na minha pele.

Mas todos os meses eu faço peeling, faço limpeza de pele e coloco botox. Porque o botox é preventivo.

Eu já tenho marcas de expressão, pelo fato de trabalhar na noite, não dormir muito. Por isso que aplico o botox de seis em seis meses. E agora estou cuidando mais da minha pele.

PPF: Você é a drag mais linda que eu já vi, com a pele mais bem feita. Quais tendências e técnicas do mundo drag você sente que cairão no gosto de todos nós?

A: Acho que o mais importante é você se sentir à vontade, conhecer o seu rosto e ver suas necessidades. Eu comecei com uma maquiagem extremamente caricata, que era mais engraçada. Eu pintava o dente, passava o batom muito fora da boca.

Eu fui me moldando com o tempo, fui vendo o que o meu rosto comportava melhor. Eu acredito que não tem tanto uma tendência de make drag, mas eu acho que o importante é você usar o que você se sente bem.

Eu vejo que vieram muitas tendências do mundo drag depois do RuPaul’s Drag Race, como baking, cut crease. Mas eu acho que acima das tendências, o ideal é você entender o seu rosto e se sentir bem com ele.

Tem coisas que funcionam em uma pessoa, que às vezes não funcionam em outra.

PPF: Quais dicas de maquiagem do mundo drag você daria para todos?

A: Uma boa pele, uma boa cobertura. Estamos na era do iluminador, né? Que nada mais é a iluminação que se usava nos anos 80. Agora voltou essa tendência de uma forma muito mais lapidada. É uma tendência que super está pegando. Mas tem que tomar cuidado para não ficar uma coisa muito mascarada.

Eu acho que o que está fervendo na boca de todo mundo agora são os iluminadores. Eu gosto mais puxado para o rosa e roxo. A pessoas só pensam no branco e no dourado, mas dá para usar uma gama de cores. Como o verde! Depende muito da proposta da sua maquiagem.

Quero agradecer por todo o carinho, paciência e atenção que a Aretuza teve comigo. Obrigada! Também quero agradecer pelo convite incrível da Sandra Tacla e da NARS para poder acompanhar de perto a masterclass. Não poderia deixar de agradecer a assessora Caroline Marcassa e a fotógrafa Bianca Kida. Sem vocês esse texto não existiria.

Um muito obrigada para todos os leitores do Pausa Para Feminices que me proporcionam essas chances. Obrigada, Bru! Eternamente <3