5 Paletas Gringas Para Você Desejar Já!

Vamos esquentar os motores para a Beauty Fair 2018 falando sobre as novidades que estão pipocando na gringa?

Acredito que a melhor forma de entender o que vai nos influenciar no próximo ano é ver o que está bombando na gringa. E pensei em falar primeiro sobre as paletas de sombras.

Hoje vamos falar sobre as paletas tendência, cores, acabamentos e outras apostas do mercado internacional. Vem comigo!

Quem gosta de paletas ultra pigmentadas já deve ter ouvido falar sobre a Juvia’s Place. A marca foi desenvolvida pensando em pessoas negras, que dificilmente encontravam produtos pigmentados para peles mais escuras.

A marca rapidamente se tornou febre tanto com pessoas negras como brancas, e hoje é sinônimo de produto mega pigmentado.

Uma das novidades mais recentes da Juvia’s Place é a paleta Afrique, toda trabalhada em tons vibrantes, fortes e que fogem do tipo de cor que vemos em estojos de make.

Acredito que tonalidades vibrantes como o amarelo, laranja e azul vão aparecer cada vez mais nas paletas. E sinto que essa tendência também vai pegar aqui no Brasil. Que venham cores fortes, né?

Se você ainda está em dúvida que as cores vibrantes estão voltando com tudo, basta olhar a paleta Slush da marca indie September Rose Cosmetics.

Assim como no caso da Juvia’s, essa marca aposta em cores ultra pigmentadas, que apareçam em todos os tons de pele. 

E tanto a paleta Afrique, quanto a Slush provam que o mundo da maquiagem verá mais cores vibrantes e alegres nos próximos meses.

Depois de tanto tempo vendo tantas paletas com tons matte, o mundo da make voltou a ter um relacionamento sério com brilho e glitter. E a nova paleta da Zoeva é um ótimo exemplo disso. Olha essa pigmentação!

Ela pega carona na febre de paletas com cores exóticas, além de apostar no roxo, cor tendência desse ano. E a escolha de tonalidades é tão elegante!

Essa paleta é uma ótima pedida pra quem quer adicionar mais cor na maquiagem, mas quer algo que seja mais sutil e com um toque bem elegante.

“Mas e as paletas neutras, Bru? Elas vão sumir?”. Não! Dá pra notar pela gringa que apesar dos lançamentos vibrantes e bem coloridos, as tonalidades neutras continuam firmes e fortes.

Mas a nossa noção de make básica e neutra se altera com o tempo, certo? Eu venho percebendo que agora os tons neutros possuem um fundo mais alaranjado e quente. A tendência de makes quentes evoluiu para tons de laranja, abóbora, doce de leite e caramelo.

A nova paleta Desert Oasis da BH Cosmetics é um excelente exemplo disso. E ela ainda conta com tonalidades vibrantes como o azul, mas também é um estojo de make carregado de brilho.

O roxo reinou em lançamentos de paletas em 2018. E não é pra menos! Em um ano em que as cores vibrantes estão voltando, em que começamos a flertar com os anos 80 novamente, era de se esperar que o roxo marcasse presença.

E o mais legal é ver que as marcas estão sabendo trabalhar com cores assim, trazendo paletas com subtons ricos, opções para quem quer uma make mais neutra ou mais dramática.

O lançamento da vez no quesito roxo é a paleta Lila da maquiadora Natasha Denona. A combinação de cores é cheia de personalidade e as sombras são bem pigmentadas.

Gostaram desse post meio notícia de beleza, meio tendência? Querem que eu faça mais compilações assim das tendências da gringa? Quais dessas apostas você acha que o mercado nacional vai abraçar?

Fotos: @pink4passions, @juviasplace, @zoevacosmetics, @bhcosmetics, @trendmood1, @natashadenona, @dupethat

Meu cabelo novo: voltando as origens

Quem me acompanha sabe que eu sou meio vida louca com relação ao cabelo, né? Vira e mexe estou mudando e na maioria das vezes faço isso sozinha em casa mesmo! Ai que resolvi voltar a ter cabelo preto e é sobre isso que vou falar hoje no blog.

Fazia tempo que não me via com o cabelo TÃO escuro, mas essa é minha cor natural mesmo. Olha eu bem criança:

Meu cabelo quando criança e adolescente era tãooo preto que sempre me perguntavam se eu pintava. O pior é que quando eu dizia que não pintava ninguém acreditava, teve uma época lá pelos meus 12/13 anos que foi tão chata a insistência das pessoas de me perguntarem (e afirmarem isso mesmo eu negando, como se eu estivesse mentindo sobre pintar o cabelo) que pedi pra minha mãe pra eu tingir…RECEBI UM BELO NÃO DE RESPOSTA, NÉ? Rsrsrs, mas assim que ela liberou (com uns 17 anos só rsrs) comecei a fazer luzes e não parei mais…

Tive cabelo mel, cabelo loiro, cabelo ruivo, cabelo com ombré e por ai vai…

Meu último cabelo foi o ombré rosé gold, que fiz sozinha também. Tem post sobre aqui, lembram?

Ele ficou lindoooo, mas passou uns meses o loiro começou a desbotar e meu cabelo começou a ficar muito doido. A ponta tava em um loiro ”velho”, o meio do cabelo em um castanho médio e a raíz escura com muito frio branco. Estava confusa, porém eu estava de boa, sabe? Nessa época eu fui levando porque estava decidida e ficar loira de novo e fazer o cabelo rose gold, bem assim:

Porém e a preguiça gente? Rsrs! Bateu forte, eu sabia que na hora em que descolorisse o cabelo ia ser um caminho sem volta…

Ai que em um belo dia entrei na farmácia e comprei um Casting, e sim, isso poderia ser uma publi de Casting mas não é rsrs. Comprei o PRETO, esse aqui ó:

Escolhi esse tom pra igualar o cabelo mesmo. Fui com fé porque já estou acostumada com essa tinta e amo porque ela é fácil de aplicar, não arde os olhos e nem tem cheiro forte. Como não tem amônia sinto que não danifica, sabe? Gosto mesmo!

Você passa como shampoo, deixa uns 25 minutos e retira no banho. BEM DE BOA, e vai saindo com as lavagens. Foi minha segunda experiência com Casting, lembram que quando eu estava ”ruiva” usava o Maçã do Amor? Falei disso aqui:

Como já tinha experiência com a tinta, fiz o preto e foi tranquilo. E MELHOR, AMEI TANTO O RESULTADO. Meu cabelo voltou a ter aquele brilho insanoooo da minha época de infância, adolescência...E relembrei o quanto eu fui boba de me deixar levar por comentários chatinhos questionando minha honestidade sobre PINTAR OU NÃO PINTAR O CABELO. Ah vá! Ainda bem que a gente cresce e desencana rsrs.

Outra coisa legal é que cobriu totalmente os brancos, o cabelo branco não me incomodava HORRORES até porque convivo com eles faz pelo menos uns 12 anos. Mas fazia tempo que não me via com o cabelo todo igualado, incrível como me deu um up. De cara ele ficou BEM PRETO QUASE AZULADO, mas depois de umas 4 lavagens ficou no MEU PRETO, que considero mais ”natural”.

ANTES E DEPOIS

Tô felizona, acho até que vou me manter assim por um bom tempo…E o mais legal pra mim foi ter voltado as minhas raízes com tanta autoestima. ESPECIAL!

AGORA SÓ FALTA A CASTING ME PATROCINAR rsrsrs!

No mais, vou contando pra vocês. Até agora o cabelo está super bem, os brancos começaram a aparecer apenas na raiz (no cabelo novo digamos assim). Devo retocar daqui umas 10 lavagens porque gosto do efeito ultra brilhoso que fica no dia seguinte!

E vocês, gostam de me ver com qual cor de cabelo? Hehe!

BT Jelly e BT Tint por cima de batons Matte

O BT Jelly e o BT Tint, nossos primeiros glosses, estão quase saindo do forno e vocês amaram a ideia de tal forma que me deixaram ainda mais animada com essa nova textura da Linha Bruna Tavares. Resultado: mais posts falando sobre esse lançamento com mais dicas de uso e informações! Vem comigo!

Antes de começar deixa eu te relembrar sobre esse produto!

O BT JELLY tem haste transparente e aplicador de coração, igual ao do plastic, porque a ideia é que você use também por cima de outras cores. Se estiver seco o batom o Jelly é aplicado por cima tranquilamente, e detalhe, ao longo do dia a mistura do Jelly com o batom Matte acaba resultado em uma textura ultra confortável e com boa fixação.

  • Olha que legal esse vídeo da Paula Ohenoja usando o Clear por cima do batom Rosângela:

  • Lembrando que o BT Jelly É GLOSS, ele não seca, porém ele é mais firme que a maioria dos glosses, por isso se chama JELLY, porque ele é mais gelatinoso do que oleoso.

Sobre as cores temos o CLEAR, o transparente clássico da vida. Olha ele:

Esse transparente seria o único dessa linha, porém achei interessante também termos uma opção com aquele coradinho de boca saudável, uma coisa Tint. Comecei a ver muitassss famosas usando essa mistura de Tint + Gloss Incolor por cima, aí resolvi criar um produto com as duas ideias em um. Nasceu assim o BT JELLY Tint:

Fofo, né? Ah, e é importante ressaltar que todos os swatches acima eu fiz com a boca limpa. Ou seja, o BT JELLY CLEAR ficou rosado porque esse é o tom natural dos meus lábios, e o Tint também ficou meio rosado por causa disso. Mas as cores PURAS deles (digamos assim!) são essas:

Pedi para minha amiga @paulaohenoja fazer combos deles por cima de batons mattes da linha BT. Olha que mara!

BT Clear por cima de batons da linha Bruna Tavares

BIANCA

BIANCA + BT JELLY

O batom Bianca é aquele tom de laranja-telha, e com o Jelly por cima ele fica um pouco mais vibrante. Uma dica é aplicar sobre o batom COMPLETAMENTE seco (para não manchar os lábios nem o aplicador do gloss).

THAMIRES

THAMIRES + BT JELLY

Um dos meus tons mais amados, o batom Thamires é um marrom meio cinza, meio lilás. Na aplicação, o ideal é pegar uma quantidade razoável de produto e ir dosando nos próprios lábios durante a cobertura do gloss sobre o matte. A dica é colocar uma quantidade boa no pincel para ele não encostar no batom, e sim apenas o produto. No vídeo da Paula isso fica mais visível, o pincel é usado para para levar o BT JELLY por cima do batom, não chegando a encostar no mesmo.

HELISA

HELISA + BT JELLY

O Helisa é um tom uva, com o Jelly Clear ele ficou um escândalo! A mistura do Jelly com o batom matte acaba resultando em uma textura ultraconfortável e com boa fixação, mas por ser glossy, vai sair mais fácil se você comer ou beber, mas não transfere totalmente. Ele segue firme nos lábios!

RAQUEL

RAQUEL + BT JELLY

Em batons brilhantes como o Raquel, o gloss realça ainda mais as partículas de brilho. MARA!

BT TINT por cima de batons da linha Bruna Tavares

A versão coradinha fica ótima sozinha, mas por cima de outros batons o BT Jelly Tint confere nuances completamente novas. Ele vai trazer todos os batons para um tom mais ”cor de boca”, deixando eles mais quentes. Ótima solução para tirar o acinzentado de cores que você já enjoou ou não gostou. Olha como muda:

CLAUDIA

CLAUDIA + BT TINT

O Claudia tem um tom goiaba muito diferente, com o Tint ele ficou com um tom mais verão. Cor de bala, sabe?

LUÍSA

LUÍSA + BT TINT

O batom Luísa, por exemplo, é um marrom acinzentado, com o BT Tint por cima ele se transforma num marrom rosado. Lindo!

FLÁVIA

FLÁVIA + BT TINT

O Flávia já é um nude rosa clarinho, com o Tint ele fica mais próximo do cor de boca coral rosado.

  • HIDRATAÇÃO, CONFORTO, REGENERAÇÃO, TRANSFORMAÇÃO, É ESSE O GRANDE DIFERENCIAL DO BT JELLY!

QUANDO LANÇA?
Atrasou muito por causa do cartucho (que vai ser diferente, vocês vão ver!), a previsão atual está para comecinho de agosto, ok? Se algo mudar eu aviso, mas espero que não, ansiosa lvl 10!

Quem vai querer um BT JELLY pra chamar de seu?