O Guia Completo da Franja

Olá, meus amores! Como vocês estão? Hoje é dia de falar de franja, bebê!

Recentemente eu estava conversando com a Bru sobre franjas. Ela me pediu diversas dicas sobre cortes, estilos e cuidados. E tivemos um pensamento em comum: “que tal criar um guia de franjas para os leitores do PPF?”. E cá estou eu trazendo um post recheado de informações.

Franjas conseguem rejuvenescer o rosto, dão um ar mais menininha ao visual e conseguem até mesmo realçar a maquiagem. Porque é natural que você olhe os fios mais curtinhos de alguém e automaticamente seja atraído aos olhos da pessoa.

E se você sempre pensou em cortar seus fios curtinhos, essa é a hora. Vamos conferir cada uma das dicas que selecionei com carinho?

DEVO FAZER FRANJA?

Quem nunca se pegou pensando em cortar franja? Elas dão um ar tão jovial ao look, que todo mundo já pensou em dar aquela mudadinha no visual, mas apenas adicionando uma franja ao cabelo.

Analise o seu tipo de cabelo, a textura, o caimento. Estude o seu formato de rosto para descobrir quais formatos funcionam melhor para você. Além disso, leve em conta o seu estilo de corte e a sua personalidade. Pense em tudo isso na hora de adotar uma franja.

Saiba que todo mundo pode adotar uma franja, basta escolher um tipo que se adeque em todas as categorias acima. E não tenha vergonha de perguntar para amigos, familiares e profissionais de beleza sobre quais estilos eles recomendam para você.

Na dúvida, você pode usar uma peruca de franja para fazer um test drive. Hoje é possível encontrar modelos prontos ou você pode encomendar.

Essa é uma ótima alternativa para quem está com receio de cortar, e quer testar estilos antes de passar a tesoura.

COMO ESCOLHER O CABELEIREIRO PARA CRIAR MINHA FRANJA?

Se tem uma coisa que descobri ao longo da minha vida é que nem todo profissional tem coragem de fazer mudanças mais radicais nos clientes.

Por alguns anos eu procurei um cabeleireiro que topasse cortar a minha tão desejada franja. Ouvi absurdos do tipo, “você tem rosto oval, por isso não combina com você” (meu rosto não é do tipo oval), “franja não combina com seu tipo de fio” (meu cabelo é liso naturalmente) ou simplesmente, “franja não vai combinar com você”.

Até que um dia encontrei com a Rillen Morita do Studio Bee, minha cabeleireira fiel há anos. Comentei com ela que queria uma franja lateral. Ela só comentou, “para qual lado você quer que eu faça?”. Ali nascia uma linda história de amor que dura até os dias de hoje hahaha.

Eu quis contar essa experiência pessoal para que vocês saibam que há esperanças após ouvir um não. Encontre o cabeleireiro que realmente ouça suas necessidades e não trema na base com seus pedidos.

Hoje é mais fácil ainda buscar recomendações pelo Instagram e outras mídias sociais. Não sinta vergonha em perguntar para as pessoas qual salão elas frequentam. Você pode encontrar A pessoa.

E não deixe de procurar um profissional que entenda MUITO bem do seu tipo de fio. Franjas em cabelos cacheados são cortadas de maneira diferente do que em fios lisos, por exemplo.

TIPOS DE FRANJA PARA CADA TIPO DE ROSTO

  • Rosto oval: esse tipo de rosto funciona com todos os formatos e tamanhos de franja. Escolha uma que se adapte melhor ao seu estilo pessoal e ao seu corte.

  • Rosto quadrado: é um tipo de rosto que também funciona muito bem com diversos formatos de franja. Caso você queira suavizar o maxilar, vale investir em formatos mais arredondados. Franja mais curta no centro e mais alongada nas laterais, como o modelo cortina, funciona mega bem.

  • Rosto coração: esse formato combina bem com franjas desfiadas, que equilibram o queixo mais pontudinho desse tipo de rosto.

  • Rosto redondo: já esse tipo de rosto funciona melhor com franjas longas, que deixam o rosto mais alongado. A franja lateral comprida ajuda a afinar o rosto.

  • Rosto triangular: franjas volumosas e repicadas funcionam bem com esse formato de rosto, porque elas deixam o rosto mais equilibrado. Franjas diagonais também ficam lindas, viu?

O PERÍODO DE ADAPTAÇÃO

Você escolheu um ótimo profissional que conseguiu criar a franja que você sempre desejou. Só que logo você percebeu algo: seu cabelo ainda não assentou por completo no novo corte.

E isso é TÃO normal. Nossos fios levam um tempinho mesmo até assentarem com o novo modelo de franja. Esse período de adaptação varia de pessoa para pessoa. Em algumas o cabelo assenta rapidinho, com outras os fios demoram um pouco mais.

Tenha paciência com seu cabelo durante esse período de transição. Você vai ver que depois de alguns dias ou semanas a franja vai ficar do jeitinho que você desejou.

CUIDADOS COM A FRANJA

  • Escolha bons prendedores, faixas e tiaras para o seu cabelo. É super comum você ter que prender a franja na hora da maquiagem, no momento em que fizer uma máscara facial ou for lavar o rosto. Escolha itens que não marquem os seus fios.
  • Se você tem cabelo oleoso e uma pele com tendência à acne, lembre-se de sempre controlar a oleosidade da testa com lenços antibrilho. Eu até recomendo prender a franja na hora de ir dormir, para que nem o cabelo e nem a pele fiquem oleosos.
  • O shampoo a seco é seu melhor amigo, viu? É super comum a nossa franja ficar mais oleosa do que o resto do cabelo. Se você quiser dar aquela controlada caprichada na oleosidade, aplique uma quantidade maior de shampoo a seco antes de dormir. Prenda a franja e vá dormir o sono dos justos. no próximo dia você verá seus fios com a oleosidade bem controlada.

  • Toda vez que você aplicar uma máscara de reconstrução/hidratação/nutrição não esqueça da franja, viu? Dá para sentir uma nítida diferença na textura e no caimento dos seus fios da franja quando eles estão precisando de carinho e cuidados.
  • Algumas pessoas precisam fazer escova para conseguir que a escova fique comportadinha. Lembre-se de usar produtos de proteção térmica, ok? Uma escova menor e mais fina consegue se adaptar bem a esse tipo de finalidade. Teste finalizações diferentes para ver qual mais te agrada.

Vocês gostaram dessas dicas? Não deixe de comentar com dúvidas e sugestões para que eu acrescente no post, viu?

Grandes Nomes do Mundo da Beleza: Mary Kay Ash

Olá, meus amores! Como vocês estão?

Hoje trago mais um capítulo da série Grandes Nomes do Mundo da Beleza. A personalidade de hoje foi pedida por muitos de vocês, e ela é Mary Kay Ash. Vamos conferir a história de pertinho?

Mary Kathlyn Wagner nasceu em 12 de maio de 1918, em Hot Wells, Texas, sendo a caçula dos quatro filhos de Edward Alexander e Lula Vember Hastings Wagner.

Quando Mary Kay tinha três anos de idade, seu pai teve tuberculose e foi enviado ao sanatório para poder tratá-la. Ele permaneceu quatro anos internado até se recuperar. Apesar de ter superado a doença, Edward se tornou inválido pelo resto da vida.

Durante esse período a mãe de Mary Kay, Lula, cuidou sozinha da criação dos filhos. Além de ser uma enfermeira experiente, Lula trabalhava em um restaurante das cinco da manhã até às nove da noite. Contudo, por ser uma mulher, Lula nunca foi adequadamente remunerada.

Quando o pai de Mary Kay retornou do sanatório, seus irmãos mais velhos saíram de casa e ela ficou encarregada de cuidar de Edward. Ela tinha apenas sete anos de idade na época.

Mary Kay era responsável por limpar, cozinhar e fazer as despesas de casa. Quando ela tinha dúvidas sobre alguma tarefa, telefonava para a mãe. Lula passava as instruções pelo telefone e sempre terminava a conversa com o seguinte mantra, “você consegue, Mary”.

A empresária carregou essas palavras de incentivo durante toda a sua carreira e futuramente usou esse tipo de incentivo direto quando se comunicava com seus funcionários.

Mary Kay era uma boa aluna e ganhou diversos prêmios por conta da sua oratória. Apesar de desejar ingressar em uma universidade, ela sabia que seus pais não tinham condições de pagar seus estudos.

Em 1935, aos 17 anos de idade, Mary Kay se casou com Ben Rogers. Eles tiveram três filhos, Ben Jr., Marylin Reed e Richard Rogers.

O casamento não era feliz e Ben era um pai ausente. Mary Kay vendia livros sobre psicologia infantil de porta em porta.

Em 1939 ela passou a vender os produtos da Stanley Home Products. Para este trabalho era necessário carregar uma mala de produtos para demonstração. Apesar da pequena estatura, Mary Kay não titubeou e continuou trabalhando.

Assim que os EUA entraram na Segunda Guerra Mundial, Ben se alistou no exército e Mary Kay ficou responsável por cuidar dos filhos.

Ao final da guerra, Mary Kay já tinha juntado dinheiro suficiente para poder se matricular na Universidade de Houston. O sonho dela era se tornar uma médica.

Quando Mary estava em seu primeiro semestre da faculdade, Ben retornou da guerra e pediu o divórcio. Mary Kay se sentiu devastada e humilhada com isso e se jogou de cabeça no trabalho.

Apesar de sentir sintomas de artrite reumatoide, Mary Kay continuou trabalhando na Stanley Home Products até 1952. Ela construiu uma carreira brilhante na empresa e se tornou gerente. Entretanto, ela não foi promovida por ser uma mulher. Mary Kay viu um homem mais jovem, que ela mesma treinou, tomando o posto. Ela pediu demissão, indignada com a situação.

Logo após esse ocorrido, ela começou a trabalhar na World Gift. Em um ano de trabalho ela conseguiu aumentar o valor de mercado da empresa em 50%. Ela também brilhou nesse trabalho e se tornou a diretora nacional de treinamento.

Em 1963 ela foi mais uma vez vítima de descriminação de gênero. Mary Kay viu um homem que ela mesma treinou receber a promoção que era destinada à ela. Ele receberia um salário duas vezes maior que o dela. Novamente enojada com esse tipo de situação, ela pediu demissão.

Em 1963 ela se casou com o seu segundo marido, o químico George Hellenbeck. Mary Kay decidiu escrever um livro focado em ajudar as mulheres a conquistarem o espaço delas em um mercado de trabalho tão machista.

Enquanto escrevia o livro, ela fez uma lista na cozinha de sua casa de coisas boas que viu nas empresas que trabalhou e outra com coisas que deveriam ser melhoradas. Ela percebeu que tinha criado um plano de negócios e marketing perfeito para uma nova empresa.

Foi a partir daí que Mary Kay, junto com seu marido George, decidiu criar a Mary Kay Cosmetics. Um mês antes de lançarem a Beauty by Mary Kay (nome inicial da empresa), George faleceu em decorrência de um ataque cardíaco.

A empresária sabia que tinha um orçamento apertado e tinha que investir seu dinheiro com muito cuidado. Ela entrou em contato com Ova Spoonemore, antiga colega da Stanley Home Products.

Ova possuía fórmulas de hidratantes criados pelo seu pai, que trabalhara com couro de animais durante a vida toda. Os cremes deixavam a pele das mãos macia e sem rugas. Mary Kay pagou US$ 500 pela fórmula.

Mary Kay decidiu iniciar seu sonho com as economias que ela tinha guardado de uma vida toda de trabalho. Com US$ 5.000 e com a ajuda do filho Richard Rogers, a empresária abriu as portas da Beauty by Mary Kay em 13 de setembro de 1963, em Dallas, Texas. Seu outro filho, Ben Rogers Jr. também ajudou a mãe na empreitada.

Inicialmente a empresa contava com nove funcionários e cinco produtos para a pele. Os preços variavam entre US$ 1,50 a US$ 4,95. A Mary Kay incentivava as vendedoras a convidarem suas amigas para testarem os tratamentos de graça.

Mary Kay adotou diversos valores que fizeram a empresa ter um crescimento meteórico. Ela sempre defendeu igualdade salarial, e incentivos para funcionários que trabalhassem duro em troca de recompensas. A empreendedora dava joias, férias especiais e Cadillacs pink para os melhores vendedores.

A empresária repetia diversos mantras que são levados até hoje aos funcionários da Mary Kay, como “faça aos outros o que você gostaria que fizessem a você mesmo” ou, “Deus em primeiro lugar, família em segundo e carreira em terceiro”.

Ao fim de 1964 a empresa já acumulava US$ 198 mil em valor de mercado. Em 1979 a empresa já valia US$ 100 milhões. Hoje o valor da Mary Kay é de cerca de US$ 3 bilhões.

Mary Kay se casou com Melville J. Ash em 1966 e passou a escrever livros para incentivar a outras mulheres no mercado de trabalho. Suas obras foram: Mary Kay: The Success Story of America’s Most Dynamic Businesswoman (1981), Mary Kay on People Management (1984), Mary Kay: You Can Have It All (1995)Miracles Happen (2003).

Mary Kay permaneceu como conselheira vitalícia da empresa até 1996. Naquele ano ela sofreu um acidente vascular cerebral, que a deixou incapacitada de sair de casa e afetou gravemente a sua fala.

Mesmo com as sequelas do AVC, Mary Kay fundou a Instituição de Caridade Mary Kay, que trabalha na pesquisa pela cura do câncer e combate a violência doméstica.

Em 22 de novembro 2001 Mary Kay faleceu em sua casa, por causas naturais. Na ocasião a sua fortuna pessoal era estimada em US$ 98 milhões.

Mary Kay Ash foi uma mulher que contestou a forma como as mulheres foram (e são) tratadas pelo mercado de trabalho. Ela fundou uma das maiores companhias de cosméticos do mundo com frutos de seu próprio suor e incentivou a carreira e emancipação de milhares de mulheres ao redor do mundo.

A empresária é um exemplo de que nunca é tarde para seguir seus próprios sonhos. 

É possível encontrar o livro The Mary Kay Way – o Estilo de Liderança de Uma Das Maiores Empreendedoras Norte-Americanas por R$ 42 na Saraiva.

Gostaram desse capítulo? Confesso que foi um dos meus prediletos.Qual a próxima personalidade vocês querem que eu fale sobre?

Salão com Escovas Rápidas Stylebar é inaugurado em São Paulo

Olá, meus amores! Como vocês estão? Trago novidades!

O Stylebar acaba de abrir as portas em São Paulo, na região dos Jardins. O salão tem o conceito de dry bar, com serviços express como lavagem, escova, make e manicure. Tudo executado de forma bem rápida, com comes e bebes durante o processo.

Mas se vocês ainda não conhecem essa proposta, eu explico como funciona. O dry bar é um tipo de salão muito conhecido no exterior, em que você vai para fazer serviços express no cabelo, como lavagem e escova.

Ele surgiu para sanar aqueles dias em que nós queremos dar um tapa no cabelón, mas não queremos ficar horas esperando ou batalhando para marcar um horário. Tudo isso com bebidinhas e comidinhas. É só entrar e vapt vupt. Você sai plena como se tivesse uma conta bancária de Kardashian.

Eu tive a oportunidade de testar os serviços de escova e de maquiagem, e conto como foi cada um deles.

ESCOVA

Logo que cheguei ao Stylebar já me encaminharam para lavar os cabelos para iniciar o processo da escova. Fui atendida pela Simone, que foi sempre atenciosa, paciente e bem humorada comigo.

Lá no Stylebar eles possuem a própria linha de produtos, e a Simone usou o shampoo e condicionador detox nos fios. Ela explicou que usou essa linha nos meus fios para limpar resíduos de outros produtos e para deixar o cabelo bem soltinho.

Logo após a lavagem já fui conduzida para a parte onde as escovas e penteados são feitos. Lá são disponibilizados cardápios de cada estilo de cabelo que você pode solicitar.

São oito no total: Chardonnay (escova lisa com movimento); Champagne (liso com pontas retas); Cabernet (escova cacheada); Malbec (ondas com pontas retas); Rosé (escova com volume na raiz); Pinot Noir (coques); Pinot Grigio (rabo de cavalo chique) e Tannat (trança).

Escolhi o estilo Rosé, para dar volume nos meus fios. Confesso que fiquei com dó da Simone porque eu tenho muito cabelo e sei que ele dá trabalho na hora de escovar. Mas ela não reclamou disso e ainda brincou comigo pela quantidade de fios. Achei fofo e gentil.

A Simone foi espirrando o spray de volume diretamente na raiz, para ajudar a dar volume ao penteado. E o cheirinho era tão bom! Pude notar que o produto não deixou meu cabelo pesado ou oleoso.

A escova foi feita de forma bem eficiente e rápida. Em menos de meia horinha meu cabelo já estava prontinho e com o volume que pedi.

Durante todo esse processo eu pude comer alguns lanchinhos e beber uma água. É realmente um momento para você relaxar, se sentir mais bonita e repor energias.

Esse é o resultado da escova Rosé da Simone. Uma senhora escova, vamos combinar! E o cabelo ficou com um toque tão macio e com tanto brilho. Aprovado!

MAQUIAGEM

Eu sabia que a parte mais desafiadora da minha experiência seria a maquiagem. A semana que antecedeu minha visita ao Stylebar foi marcada por um resfriado forte, com febre, noites mal dormidas e aparência bem abatida.

O Renan aceitou o desafio de me ressuscitar. E sem sombra de dúvidas ele executou uma das maquiagens mais lindas que já usei.

Ele foi atencioso e fofo do começo ao fim, perguntou muito sobre o meu estilo pessoal enquanto fazia o meu make. Não era nada imposto na cliente, sabe?

O Renan usou diversos produtos da coleção Pausa Para Feminices, Linha Bruna Tavares no meu look. E eu podia escolher as cores, texturas e estilos que mais gostava.

Foi uma das experiências mais gostosas que eu tive esse ano, para ser bem sincera com vocês. Acho que a maquiagem é um momento para a gente relaxar e se amar. E o papo fluiu de uma forma maravilhosa com o Renan. Sai não só renovada com a make, mas bem mais leve e alegre.

E o resultado foi UAU. Se eu estava resfriada, nem me lembro mais. Com uma maquiagem dessas você fica pronta para dominar o mundo, só acho.

Se eu pudesse levava o Renan para casa, para ele me arrumar assim todos os dias ♥♥♥.

O SALÃO

Esse dry bar tem uma atmosfera bem aconchegante e ele é bem iluminado. Além dos serviços já citados, você pode comprar vários itens da Linha Bruna Tavares, Pausa Para Feminices, Sereismo e Tracta.

Os produtos da linha para cabelos são vendidos no próprio salão e neste link aqui. Os preços variam de R$ 35 a R$ 59.

No Stylebar qualquer escova custa R$ 89 e os penteados saem por R$ 139. Já o valor do make é de R$ 98. O visual #prontaparasair, que inclui escova, maquiagem e unhas sai por R$ 188.

O Stylebar está localizado na Alameda Lorena, 1696, Jardins. As estações de metrô mais próximas são Oscar FreireConsolação. Vocês podem conferir mais informações sobre o Stylebar no site e no Instagram oficial deles.

Vocês gostaram do conceito do Stylebar? Curtiram o antes e depois? Contem aqui suas experiências com o salão e o que vocês acharam de toda a minha visita ao salao.