Como fazer seu próprio batom líquido matte?

Produzir maquiagens caseiras se tornou uma das pautas mais legais do momento! Resolvi me arriscar tentando fazer o batom líquido matte, fui de primeira na cara e na coragem e registrei tudo pra vocês. Olhei várias receitas e criei uma própria seguindo meu conhecimento de batom e coisas que realmente funcionam na prática, ok? Vem comigo pra eu te mostrar NA REAL o passo a passo!

Pra começar você vai precisar de:

1. Base Matte – peguei uma cor clara porque eu queria fazer um batom nude, mas se quiser um batom mais forte suba o tom da base. Usei a 02 da Tracta.
2. Primer facial daquele tipo que deixa a pele opaca/aveludada. Usei o Blur Matificante da Eudora que é transparente e ótimo porque não altera mais a cor.
3. Blush ou sombra opaca que você topa destruir rsrs. Usei um tester de blush meu da T.blogs reprovado.

A primeira coisa que você vai fazer é destruir o blush/sombra e misturar com um pouco de base e primer. No caso a pessoa aqui é POUCO EXAGERADA, eu resolvi fazer batom pra 2 vidas.

A quantidade é meio a olho, sabe? Eu botei mais base e menos primer (o primer é que matifica e deixa o lábio lisinho, só a base deixaria o efeito meio grosseiro!). Fui misturando até chegar nisso aqui, uma pasta:

Senti a textura meio pastosa demais e por isso resolvi pingar um produto que dissolve. Esse é um produto novo estilo Duraline que desenvolvi pra linha Bruna Tavares, projeto pra 2017, falei dele aqui pra quem ficar curiosa!

Pinguei umas 10 gotinhas e achei que ficou MIL VEZES melhor. Com textura de batom líquido mesmo. Além disso esse produto dá fixação, porque estamos fazendo um batom líquido matte real e não zuera, né minha amiga?! Hehe! O resultado foi esse, parece uma pasta de Toddynho, dá vontade de comer #vaigordinha.

Agora vem a parte mais tensa! Colocar isso dentro de uma embalagem de batom líquido. Pra isso corri pra pia do banheiro e coloquei produto dentro de uma seringa de remédio (Novalgina seu lindo, você nunca mais passará por aqui!).

Tinha tanto produto no pote que consegui encher a seringa e ainda sobrou batom pra toda a pia. SÉRIO! WHY GOD WHY? Eu vou encontrar essa pasta nas minhas unhas e na minha vida até 2017. SE-NHOR que bagunça. Meu marido achou que eu tinha jogado mousse de chocolate pelo banheiro, enfim…Vida que segue, receita que segue!

Com tudo na seringa chegou a parte mais difícil PARTE 2, passar pra embalagem do batom líquido:

Sente o drama, já tem coisa escorrendo porque eu sou muito inteligente e botei essa pasta até o talo da seringa. MANO DO CÉU!

Com a precisão de um pinguim, apertei o produto pra colocar ele dentro do pote de batom líquido. Aliás, pra conseguir esse frasco vazio peguei um tester usado e lavei usando demaquilante bifásico, e isso foi uma outra saga! Mas no geral foi só deixar de molho que deu certo… Mas enfim, voltando…

Fui apertando e o treco entrando e transbordando! No jogo da vida o batom é a Alemanha e eu o Brasil. 7 a 1 fácil! Olha que cena bonita, que cena plena, que cena reality:

Enfim, corri pra pia pra arrumar, limpar, gastei alguns lenços umedecidos limpando a embalagem e voi lá:

Nasceu esse bonitinho mais ordinário batom líquido!

E não é que ele ficou bonito! Textura lisinha, mega ultra power confortável, secagem rápida e esse tom meio Cashmere/Luanda. Aliás, valeu Brasil, tanto trabalho pra criar um batom parecido com um que eu já tenho na gaveta. Masssss, ok vai! Valeu a experiência, exceto por isso:

#RIP tecido sereia!

O que dizer desse batom que eu mal conheço mas que já detesto pakas?

E vocês, já tentaram fazer make em casa? Se deram melhor que eu? Pausa para aplaudir a Kim Rosa Cuca que faz isso com a maior facilidade…porque meu bem, né fácil não! Buscando essa habilidade aí abaixo também: