Grandes Nomes do Mundo do Mundo da Beleza: Max Factor

Olá meus amores, tudo bem com vocês?

Depois de iniciar a série Grandes Nomes do Mundo da Beleza com Estée Lauder, decidi trazer uma biografia completa sobre o império Max Factor. Quem é fã de cinema vai adorar essa história! Vem comigo ;)

Max Factor, ou Maksymilian Faktorowicz, nasceu na Polônia em 15 de setembro de 1872 e começou cedo a trabalhar com a indústria de beleza. Com a idade de nove anos ele já aprendia a criar perucas e começou a trabalhar na área cosmética. Com 14 anos ele já atuava como o criador de perucas e cosméticos para a família real russa, além de atender a nobreza a ópera imperial daquele país.

Apesar de criar uma reputação admirável na Rússia, Max decidiu partir com sua família para os EUA em 1904. O criador de cosméticos era judeu e sentia medo do antissemitismo crescente na Europa. Com apenas US$ 400 no bolso, ele decidiu levar a família para a América e tentar investir em seu sonho de produzir cosméticos.

Quando chegou aos EUA, ele decidiu usar o nome Max Factor. Sua primeira tentativa de trabalhar com cosméticos nos EUA foi durante a Exposição Universal de 1904, em Saint Louis. Seus primeiros produtos comercializados eram cremes e blushes. O sócio de Max na época decidiu roubar todo o estoque e lucros de vendas. Apesar desse baque, Max teve o apoio de sua família e continuou trabalhando para firmar seu nome na indústria de beleza.

Com o crescimento da indústria de cinema, Max se mudou com a família para Los Angeles, já pensando nas oportunidades que o mercado de cinema e teatro tinha a lhe oferecer.

Factor notou que a maquiagem aplicada no cinema e no teatro era muito pesada e as cores não se adequavam bem na pele dos atores e das atrizes. Ele estudou e desenvolveu uma base mais fina, em creme, que não craquelava e nem ficava com um aspecto pesado.

A partir dessa criação, Max se tornou queridinho de diversas atrizes de cinema, que imploravam para que o polonês as maquiasse. Nos primeiros anos de carreira nos EUA, ele mesmo maquiava as atrizes e atores.

Ele acumulou uma lista enorme de estrelas fiéis ao trabalho dele como Clara Bow, Bette Davis, Joan Crawford, Judy Garland…E foi o autor de diversos looks icônicos da sétima arte, como os lábios marcante de Clara Bow durante toda sua carreira.

Nos anos 20, os filhos do invetor decidiram levar todo o arsenal de cosméticos ao público geral. O slogan da empresa era que, “toda mulher pode ser uma estrela de cinema, basta usar os produtos Mac Factor”.

E Max não só desenvolvia cosméticos, como criava looks exclusivos para cada atriz que ele maquiava, desenvolvendo assim diversas tendências que revivemos até os dias de hoje. As atrizes eram tão fiéis ao talento de empresário, que elas mesmas serviam como modelos dos anúncios da marca Max Factor. O empresário pagava um cheque simbólico de US$ 1 como agradecimento.

Ele sempre desenvolvia seus makes pensando na harmonia das cores, se baseando nas tonalidades do cabelo, dos olhos e na cor da pele.

Por conta de toda essa influência na indústria, o polonês ganhou o Oscar de Melhor Maquiagem em 1929. Ele também possui uma estrela na calçada da fama.

E se não bastasse, ainda acumulou no seu currículo a invenção de diversos produtos que usamos até hoje como o gloss labial, esmalte (que depois se tornou líquido) e o pancake. Esse último item foi aprimorado e comercializado pelo seu fílho Frank Francis Factor.

Em 1920, Max decidiu chamar seus produtos de “make up” (maquiagem em inglês). Antigamente as pessoas apenas se referiam como cosméticos, e o termo era visto com maus olhos pela sociedade. Mas tudo isso mudou com mais essa contribuição de Factor no ramo da beleza.

Infelizmente em 1938, Max Factor faleceu. Durante uma viagem à Europa ele foi ameaçado de morte em troca de dinheiro. Esse ocorrido foi tão traumatizante que ele adoeceu e morreu rapidamente após o episódio. Seu filho Frank Factor mudou legalmente o nome para Max Factor Jr, e assumiu o controle do império que o pai criou.

Max Factor Jr continuou o legado do pai após sua morte. Com o desenvolvimento dos filmes em cores (a Technicolor), Factor Jr continuou aprimorando a fórmula pancake, produto usado largamente durante décadas no cinema para criar peles impecáveis. Ele deixava a pele matte e era mais transparente que os produtos antecessores.

O produto se tornou um enorme hit com o público, com a única desvantagem que não funcionava bem à noite, pois ele se comportava bem na pele com o uso de refletores de estúdio. Mas a partir dali, a empresa continuou estudando e criando cosméticos para o grande público.

Max Factor Jr pensava grande e quis expandir a empresa ainda mais. Ele se tornou presidente do império, investiu na criação de diversos produtos que usamos até hoje, como o batom longa duração (chamado de Tru Color), corretivo, maquiagem à prova de água e o rímel incolor. 

Todo o acervo dos tempos áureos da Max Factor pode ser encontrada no The Hollywood Museum, que fica no prédio do antigo museu e salão de beleza da empresa. A Cinthia do Makeup Atelier já criou um post todo detalhado sobre esse passeio incrível.

Uma curiosidade interessante sobre o império Max Factor são as engenhocas que tanto o pai quanto o filho criaram para testar as maquiagens. Max Factor desenvolveu a Calibration Machine, aparelho que media detalhadamente o rosto, e permitia que o inventor pudesse saber minuciosamente como realçar cada beleza. Pode confessar: parece uma máquina de tortura medieval.

Outra invenção é a máquina com uma boquinha, que tinha função de testar o tempo de duração dos batons nos lábios. 

A empresa foi comprada pelo grupo P&G em 1991 e hoje faz parte do grupo Coty, Inc. A marca é vendida até hoje no Reino Unido e na Rússia, países em que ela sempre foi popular.

Os bisnetos de Max Factor Sr, Dean e Davis Factor, fundaram a Smashbox, empresa focada em produtos de make para fotografia.

No Brasil já foi lançado o livro Max Factor – o Homem Que Mudou As Faces do Mundo, biografia completa sobre esse império icônico. Encontrei a obra à venda na Saraiva por R$ 34,90.

Max Factor serve como exemplo de uma pessoa que conseguiu criar um império sozinho, revolucionou a indústria da beleza e cinema, além de criar tendências de beleza que desejamos até hoje. Se não bastasse, ele foi um criador incansável de produtos que visavam realçar a beleza de cada mulher.

Gostaram da história de Max Factor? Continuem sugerindo nomes para os próximos capítulos dessa série! Obrigada por TANTO apoio que vocês deram no primeiro post, fiquei muito emocionada com o carinho <3 

Risqué lança nova coleção da Minnie Mouse

Olá meus amores, tudo bem com vocês?

A novidade que eu trago nesta semana é trabalhada na fofura. A Risqué acaba de realizar nossos sonhos de infância e lançou uma coleção de esmaltes toda inspirada na Minnie Mouse.

São seis novas cores que traduzem o estilo e história da personagem da Disney. Os nomes homenageiam várias características que tornaram a Minnie tão icônica, como o laço de poá, as orelhas e os cílios.

Vou mostrar cada cor para vocês. Vamos conferir tudo de pertinho?

Sou Toda Ouvidos!: Azul com um fundinho mais frio. O acabamento é cremoso. Essa tonalidade é uma homenagem aos vestidos azuis da nossa ratinha predileta.

De Orelha a Orelha: Cinza cimento com acabamento cremoso. É uma das tonalidades mais neutras da coleção.

Babados e Bolinhas: Framboesa com acabamento cremoso. Uma das minhas cores prediletas da coleção <3

Close na Pose: Nude pálido com o acabamento metálico. Essa é a tonalidade neutra da turma, perfeita para quem ama unhas clarinhas.

Cílios Encantados: Coral com fundinho bem vivo e intenso. O acabamento é cremoso. É a cor com pegada de verão da coleção.

Lacinho de Poá: É o vermelhão da turma. Vermelho sangue intenso, o acabamento é cremoso. A cor é a marca registrada do laço da Minnie, né?

Vocês devem ter notado pelas fotos que as embalagens são especiais. Todos os vidrinhos contam com a tampa preta e com o rostinho da Minnie próximo ao nome. Muito cuti cuti!

Toda a coleção Minnie Mouse é hipoalergênica, portanto mesmo as pessoas alérgicas podem usar as cores :)

A coleção Minnie Mouse já desembarcou na Ikesaki por R$ 4,99, cada esmalte. A coleção completa sai por R$ 29,94.

Que coleção mais fofa, né? Acredito que a Risqué acertou em cheio ao escolher uma personagem tão querida como a Minnie. Qual cor vocês mais gostaram?

Grandes Nomes do Mundo da Beleza: Estée Lauder

Olá meus amores, tudo bem com vocês?

Nesta semana decidimos trazer um conteúdo diferente para vocês. A Bruna trouxe a sugestão de criar um post biográfico sobre uma figura histórica para o mundo da beleza. Eu achei a ideia fantástica, pois temos pouco material como esse na língua portuguesa.

Passei a semana ansiosa para lançar esse post e decidi criar a série “Grandes Nomes do Mundo da Beleza”. Nesse tipo de texto vou trazer um relato biográfico sobre pessoas que mudaram a forma como vemos o mundo da beauté, além de figuras que revolucionaram a indústria dos cosméticos.

Hoje vamos começar pela empreendedora Estée Lauder, fundadora do império de beleza Estée Lauder. Venham conferir tudo de pertinho comigo

Estée nasceu em Nova York em 01 de julho 1908, filha de uma família de imigrantes húngaros, era a caçula de nove irmãos. O interesse pela indústria dos cosméticos começou ainda na adolescência, quando Estée ajudava um tio químico que prepara seus próprios cremes e perfumes.

Mas não foi só o tio que a influenciou nos negócios. Durante essa mesma fase, a jovem Estée trabalhou na loja de seu pai. Essa experiência a tornou inteligente com negócios, marketing e a ensinou táticas de venda que ela usou durante toda sua vida.

Outra grande influência em sua vida foi sua mãe, Rose. A mãe de Estée é lembrada por ter sido uma mulher vaidosa, que sempre saía de casa com uma sombrinha para proteger a pele do sol. Estée passou a infância penteado os cabelos da mãe, sonhando em se tornar tão bela quanto a mãe.

Durante os anos em que trabalhou com seu tio, Estée aprendeu a fabricar cosméticos,começou a seguir uma rotina de skincare, além de entender como funciona uma massagem facial.

Seus primeiros passos na indústria começaram quando ela passou a vender os cosméticos de seu tio para suas colegas de escola. Ela intitulou os produtos como “frascos de esperança”. Para provar que os produtos que seu tio produzia eram eficientes, Estée passou a oferecer serviços de beleza para suas amigas.

Nessa fase inicial dos negócios, era a própria Estée que criava os nomes dos cosméticos do seu tio. Ela que inventou títulos como, “Creme do Dr Schotz de Viena”, “Creme Seis em Um” e “Creme Super Eficiente para todas as Necessidades”.

O grande cartão de visitas do negócio de Estée era sua própria pele. Em certa ocasião Estée foi ao salão de beleza e a dona, Florence Morris, perguntou qual era o segredo de beleza para ter uma pele tão bonita. Estée mostrou que usava os produtos de beleza do tio, e a proprietária pediu que ela vendesse aqueles itens em seu salão.

Durante o início de seu império, Estée teve uma experiência bem desagradável. Enquanto ela vendia seus produtos, ela perguntou para uma cliente onde ela havia comprado uma blusa. A cliente respondeu que, “não importava o valor, pois Estée nunca teria capacidade de comprá-la”.

Essa experiência ruim fez com que Estée trabalhasse dobrado, mesmo casada e com filhos. Ela jurou a si mesma que teria tanto dinheiro que poderia comprar o que quisesse. A partir daí, ela começou a vender os cosméticos em salões de beleza e clubes.

Durante essa fase inicial, Estée trabalhava de noite na cozinha de casa para melhorar os produtos. Ela testava fórmulas e só usava ingredientes naturais. De dia ela visitava os clientes.

Uma grande sacada do marketing de Estée foi oferecer amostras grátis dos produtos, além de fazer maquiagens nas próprias clientes. Ela sabia que as pessoas ficariam interessadas em mais daqueles itens e voltariam para comprar a versão full size dos produtos.

A primeira grande encomenda da empresa aconteceu em 1947, quando a loja Saks Fifth Avenue pediu US$ 800 em produtos da Estée Lauder Companies. Os itens se esgotaram em apenas dois dias.

Durante os anos 50 a própria Estée viajou por todos os Estados Unidos treinando e ensinando os vendedores a apresentarem os produtos aos clientes. Além das amostras grátis, ela passou a dar presentes a cada compra feita pelo cliente.

A empresa manteve firme o pensamento de amostras grátis, e começou a oferecê-las por correio, além de distribuir essas regalias em casas de caridade e desfiles de moda.

No início da Estée Lauder Companies, a empresa possuía quatro produtos: um demaquilante (Cleansing Oil), uma loção facial (Skin Lotion), e dois cremes faciais (Super Rich All Purpose Crème e Creme Pack). Em 1953 ela fundou o Youth Dew, um óleo para banho que se tornou um sucesso imediato.

Com o sucesso do Youth Dew, a família Lauder decidiu vender seus produtos em outros países. Em 1960 eles conseguiram entrar no catálogo de marcas da Harrods, loja de departamento de luxo de Londres. Em 1961 a marca já possuía um escritório em Hong Kong, China.

Durante essa época, Estée não desenvolvia só produtos de skincare, mas também fragrâncias. Em 1968 ela fundou a empresa Clinique, marca criada para atender pessoas com peles sensíveis e alérgicas. 

Ao longo das décadas, Estée e sua família investiram na criação de um catálogo ainda maior de produtos, além de expandirem os negócios para todos os continentes. Ela continuou trabalhando na empresa, deixando que os filhos e descendentes continuassem com seu legado.

Estée Lauder faleceu em 2004, porém seu legado na indústria da beleza está vivo até hoje. Ela investiu em pesquisas científicas, tecnologia e financiou cientistas e dermatologistas. Ela foi uma das pioneiras na criação de coleções de make pensadas nas estações do ano, além de produzir criações ao lado de estilistas.

Hoje a Estée Lauder Companies engloba marcas como MAC Cosmetics, Aramis, Clinique e Smashbox, sendo uma das maiores empresas de beleza do mundo.

Tanto eu como a Bruna acreditamos que é importante conhecer a História e contar sobre figuras como Estée Lauder. Não só ela nos inspira como serve de exemplo para que todos sigam seus sonhos. Até a Estée Lauder passou por dificuldades e começou do zero.

Gostaram desse tipo de post? Qual figura histórica vocês querem ver por aqui em breve?